Nathalia Soares | Todos direitos reservados © 2018 | Desenvolvido por A Entrega.

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Se você quer acompanhar de perto todas as novidades, artigos e promoções do Blog, assine nossa Newsletter!

Insira um email válido

Gestantes: momentos especiais da vida também são sentidos na pele

03.05.2018

 

Oi Leitoras, tudo bem ?

 

Hoje eu recebi um texto muito legal de um assunto bem discutido durante a gestação : A PELE.

 

Por isso, resolvi compartilhar com vocês para que possamos nos atentar aos cuidados principais e não deixar a nossa auto - estima cair.

 

 

 

Dermatologista e consultora da Condor, Luciana Maluf, dá dicas de como se cuidar durante a gravidez

 

A ação dos hormônios que preparam o corpo para a gestação e o parto – que tanto impacta o aspecto emocional da mulher – também se manifesta na pele. Além das precauções básicas como praticar exercícios físicos moderados, cuidar da dieta e controlar os níveis de estresse, esse momento também pede uma especial proximidade com o médico dermatologista, responsável por avaliar, orientar e tratar essa pele que passa por muitas mudanças e exige tratamentos (preventivos e curativos) especiais.

 

O que muda tanto assim na pele das gestantes? A dermatologista e consultora de beleza da Condor, Luciana Maluf, descreve as mudanças que acontecem no corpo durante a gravidez. “Podemos começar pelo aumento da pigmentação. A pele da área dos mamilos, das aréolas mamárias, da região genital, da linha central do abdômen (conhecida como linha nigra), das axilas, da parte interna das coxas e até mesmo do rosto, pode ficar mais escura – e o mesmo vale para as cicatrizes e sardas. Isso ocorre com cerca de 90% das mulheres grávidas. Em princípio, não há nada com que preocupar: essa pigmentação regride naturalmente com o fim da gravidez”.

 

As pintas naturais do corpo também podem aumentar de tamanho e ficar mais escuras durante a gravidez. Isso é normal. No entanto, ao notar qualquer modificação na cor ou o crescimento e aparecimento de uma pinta nova é necessário procurar o dermatologista para fazer uma avaliação dermatoscópica e, se for o caso, encaminhar para o tratamento clínico.

 

O surgimento do chamado melasma (manchas em tons de marrom), também característico desse período, podem despontar no rosto e em outras partes do corpo (em geral, a partir do quarto mês de gestação). “O mais importante neste caso é a prevenção. E uma das formas é o uso de um fator de proteção solar de, no mínimo, 20 para o dia a dia, e um fator maior em casos de exposição mais intensa ao sol (praia ou piscina), lembrando sempre de reaplicar o produto. E não esqueça o guarda-sol, o chapéu e os óculos escuros”, alerta a dermatologista.

 

Se o melasma já existia, os cuidados se intensificam. Além de proteger-se do sol, é preciso trocar a medicação despigmentante por outra mais adequada ao momento.

 

Outras mudanças

 

Esse momento pode ainda trazer um especial ressecamento da pele, mais intenso a partir do segundo trimestre de gravidez, bem como o surgimento de acnes e estrias. Para tratar o primeiro problema, é importante evitar banhos muito demorados e quentes. O uso de hidratantes específicos também é fundamental, uma vez que a pele desidratada propicia o aparecimento de lesões de ressecamento – além de favorecer os pruridos (coceiras). E atenção: o hidratante não pode ter ureia na sua composição.

 

Já para as espinhas, procure produtos tópicos específicos para a pele da gestante. No consultório, é possível recorrer ao uso de luz de baixa intensidade e frequência, com efeito antibacteriano. Converse com seu dermatologista para garantir o tratamento adequado e individualizado.

 

Por fim, no caso das temidas estrias, a hora é de prevenção. Vale hidratar diariamente a pele com produtos indicados para o período da gestação. Mas como a genética também influi, se as estrias aparecerem mesmo com todos os cuidados, há tratamentos pós-gravidez que ajudam a melhorar o quadro.

 

 

Sobre a Condor

 

Beleza, Limpeza, Higiene Bucal, Pintura Artística e Imobiliária são os segmentos de negócios da Condor, empresa genuinamente brasileira com a maior fábrica de escovas da América Latina.

 

A empresa fundada pelo imigrante alemão Augusto Emílio Klimmek, em 1929, na cidade de São Bento do Sul, interior de Santa Catarina, está presente em mais de 100mil pontos de vendas do Brasil e exporta para mais de 30 países. Lidera o mercado de escovas dentais infantis, escovas para limpeza, escovas e pentes para cabelos e pincéis artísticos, seguindo firme no posicionamento de ser a maior referência brasileira no setor de utensílios e acessórios para cuidados pessoais e com o lar.

 

Nestes quase 90 anos de história, a Condor se tornou uma das marcas mais presentes nos lares brasileiros, e suas duas unidades fabris, que somam 53 mil metros quadrados de área construída, estão instaladas na cidade de São Bento do Sul. Seus 1.300 colaboradores se revezam em turnos na produção de mais de 1500 produtos.

 

Site: http://www.condor.ind.br/  / SAC: 0800 47 6666

 

 

Texto enviado pelo : Porta Voz - Fernanda Sene ( Assessora de Imprensa )

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload