Nathalia Soares | Todos direitos reservados © 2018 | Desenvolvido por A Entrega.

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Se você quer acompanhar de perto todas as novidades, artigos e promoções do Blog, assine nossa Newsletter!

Insira um email válido

Nike Women Victory Tour - Meia Maratona

13.04.2016

Oi Pessoal, 

 

Esse final de semana eu participei de um super evento da Nike no Rio de Janeiro. Eu corri 21 km no meio de 1000 mulheres selecionadas para "curtir" essa experiência. 

 

Hoje quero compartilhar com vocês a história da minha amiga paulistana Lilian. Ela também participou do super evento mas com um gostinho de estreia na distância de 21km e foi por isso que pedi encarecidamente que ela escrevesse toda a jornada até cruzar a linha de chegada.

 

 

 

Por Lilian Sguillar

 

Tudo começou no dia 25 de janeiro de 2016, dia que completei meus primeiros 10km, e naquele mesmo dia, minha amiga Nathalia, publicou uma corrida ou melhor, um evento da Nike chamado Nike Women Victory Tour.

 

Minha primeira reação, quando percebi que se tratava de uma corrida de 21km, foi de não prosseguir com a leitura, mas a curiosidade foi maior (ainda bem). Eu pesquisei rapidamente mais detalhes, tirei algumas dúvidas com a Nathalia e então optei por me inscrever com o seguinte pensamento: se eu completar o treino proposto pela Nike, se eu for sorteada (sabia que não seria fácil) e se eu estiver em condições até lá, vou participar dessa corrida da maneira que eu conseguir, andando um pouco, correndo devagar e mantendo o meu limite.

 

 

 

 

E então, como um piscar de olhos todos os "ses" foram se concretizando e minha ânsia pelo desafio foi aumentado. Tomando como base a planilha de treinos da Nike, fiz meu planejamento de dias da semana e finais de semanais, de quilometragens, de locais para correr e fui com tudo. Tudo mesmo. Dedicação total. E aproveito para ressaltar, a importância de ter o apoio das pessoas, dentre eles meu marido, meus pais e grandes amigos dos quais passamos muitos fins de semana juntos e por vezes corremos juntos também.

 

Bem neste período dos meus treinos, alguns amigos que trabalham comigo organizaram um grupo de corrida, do qual minha maior incentivadora e grande amiga também participara. Corremos algumas vezes juntos num parque que possui um certo nível de dificuldade, o que foi muito importante para meu condicionamento e treinamento de subida. A companhia deles me ajudou bastante como incentivo para os treinos e não me esqueço de um dia em que corríamos com muita chuva e quando pensei em parar, essa amiga disse: não vamos parar, eu vim correr na chuva por você e para te ajudar com sua corrida que está chegando. E assim continuamos. Não preciso dizer que devo boa parte dessa conquista a essa amiga que me “ensinou” a correr e esteve comigo em vários momentos.

 

 

 

Paralelo aos treinos, fui colhendo muitas informações com a Nathalia que me deu ótimas dicas de alimentação, de tênis, de tempos. Uma dica que me ajudou muito foi: aproveite cada km e não pense em acabar logo, cada km é único. Nossa... Foi tão libertador! Em todas as corridas que eu sentia ansiedade em terminar logo, essa frase vinha na minha cabeça e lá estava eu me concentrando para aproveitar cada km único... E assim foi. Corri com vontade, sem vontade, no solzão, na chuva, de domingo à tarde, sozinha, com amigos... Enfim, eu corri. Com muito custo e suor fiz os treinos longos chegando ao máximo de 18km, como sugeria a planilha da Nike. Não me sentia muito preparada, mas sabia que a emoção da prova me empurraria pra concluir.

 

 

E não foi diferente... Fui para o Rio com meu marido e meus pais, que como sempre ao meu lado, prontamente se propuseram a me prestigiar. O fim de semana estava prometendo 36 graus e algumas vezes durante a semana prévia cheguei a pensar que não iria conseguir suportar o calor.

 

 

Pois bem, o dia 10 de abril de 2016 chegou e eu estava pronta! Pronta para viver intensamente cada km, cada paisagem, cada passada, cada respiração e para sentir cada batida do meu coração. A prova foi incrível, organização impecável, mulheres lindas e poderosas juntas com o mesmo objetivo: a superação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O percurso foi maravilhoso e não posso deixar de comentar que passar pelo Museu do Amanhã e a Parte “ Naval” foram marcantes durante a corrida. O Rio de Janeiro continua lindo, o dia estava radiante, o sol fritando, e eu... não corri com as pernas e sim com o coração. Resultado? Eu voei e cheguei em 136a colocação nos meus primeiros 21km!

 

 

 

 

 

 

Consegui superar todos os meus limites. Sentia como se meus pés não pudessem parar no chão... muitas dores apareceram no meio do percurso, mas nenhuma delas foi capaz de me parar nem por 1 segundo.

 

Eu sabia que não seria fácil, mas meus pais e meu marido estavam me esperando na linha de chegada, e isso fez com que eu ganhasse força para não desistir.

 

Os pacers que nos acompanharam na corrida foram incríveis e sei que os últimos 600 metros da prova foram os mais emocionantes e mais difíceis da minha vida! Quando avistei a linha de chegada, minha emoção descontrolou toda minha concentração e minha respiração... Parar não era uma opção, então fechei os olhos, baixei bem a passada e cruzei aquela linha de chegada com os olhos cheios de lágrimas... Lágrimas de alegria que provaram que a força, a dedicação e a garra estavam pela minha vida inteira dentro de mim e eu demorei para descobri-las, mas descobri.

 

 

                          
 

 

 

E agora que passei por essa experiência, quero ter a corrida como um hobby e manter meu condicionamento físico. Além disso, ficarei de olho no calendário das provas para me preparar para um novo desafio.

 

 

 

   Com os pais e o marido

 

Minha dica para quem está pensando em correr uma Meia Maratona é treinar em lugares e horários diferentes, acreditar na emoção e não parar na primeira dor. 

 

 

 

 

#NoRitmoDela #Nike 

 

 

 

Please reload